Escrevendo melhor


“O escritor é um homem que, mais do que qualquer outro, tem dificuldade para escrever”, essas palavras são do escritor e ganhador do Nobel de Literatura Thomas Mann e expressam como escrever não é uma tarefa fácil. Simplesmente colocar em palavras aquilo que está em nossa mente não é tão simples quanto parece. É necessário muito tempo, dedicação e atenção, e como diz o ditado “a pratica leva a perfeição”, aqui vão algumas dicas para que o ato de escrever se aperfeiçoe cada vez mais.

1. Leia muito e diariamente

Parece óbvio e é. A leitura diária ajuda a incrementar o vocabulário. Leia textos variados, seja eclético na sua literatura, mantenha-se informado. Seja curioso ao se deparar com palavras novas. Pesquise o seu significado, e as maneiras como podem ser empregadas dentro de um texto. Faça disso uma rotina imprescindível.

2. Treine a arte da escrita

Assim como a leitura, a escrita deve fazer parte da sua rotina. Escreva, escreva e escreva. Escreva resenhas, textos, crônicas, escreva o que vier a sua cabeça. Brinque com as palavras. Descubra o poder que elas têm, descubra como despertar as mais diferentes emoções através delas. É somente através da escrita que se pode dar vida a nossa imaginação.

3. Estude gramática e pontuação

Ninguém gosta de ler um livro com erros de concordância, conjugação verbal e pontuação. Cuidado com as regras gramaticais. Quanto mais domínio da língua portuguesa, mais qualidade o seu texto apresentará. Outro ponto importante: não escreva o seu livro como se você tivesse escrevendo em algum aplicativo de comunicação ou em algum post de rede social. Cuidado e atenção.

4. Excesso de palavras estrangeiras

Nem todo mundo domina o vocabulário de um idioma estrangeiro, ou mesmo está familiarizado com expressões estrangeiras, por isso só use este recurso em casos excepcionais. Sempre dê preferencia ao uso do português.